Textos Mais Recentes


2 0 2 2


Compilação de todos os posts sobre a série em página única e personalizada.

O Futuro da Religião e a Religião do Futuro
03/02/2022

2 0 2 0

O Extermínio
do Futuro

30/01/2020

2 0 1 8

Existe um Imperialismo Oriental?
12 / 2018

VAMPEL II

Matrimonium Lamia Nocts

21/03/2018

2 0 1 7

inCompetência e Presciência da Vara de Curitiba
16/09/2017
Gladium Volantis
10/08/2017
VAMPEL
Vocationem Lamia Noctis

23/06/2017
ABISMO NEGRO
Um Clássico da FC

02/06/2017
Feminismo "Benevolente" e Feminismo Radical
15/02/2017
Homens e Aborto
09/02/2017
Globalização, Globalismo e Globismo
24/01/2017


2 0 1 6

Feminismo Neo Pentecostal 01/11/2016
O Feminismo Desvirtuando as Instituições
22/09/2016
Os Titereiros do Capital e suas Marionetes de Esquerda
24/08/2016
A Guerra Contra a Reprodução
03/08/2016
A Família em Desconstrução Linguística
22/07/2016
Muita Sandice numa Burrice Só
18/07/2016
As Águas Sujas da Privatização
30/06/2016
Do Pré-Sal ao Impeachment
O Maravilhoso Mundo das Coincidências Fabulosas

28/06/2016
OBLIVION
Obra-Prima da FC

18/06/2016
O Estupro Coletivo da Consciência Social
14/06/2016
Os 300 da Suécia
26/05/2016
À Espera de
Um Milagre
(econômico)

21/05/2016
2 0 1 5

5 Bobagens Planetárias da FC 26/11/2015
Sensual Kombat
08/11/2015
TELLUS
X
THALASSA

15/07/2015
QUARTO Esboço de uma FILOSOFIA DO CAOS
28/06/2015
A Verdade Sobre Margareth Sanger
Ela NÃO Era Abortista!

28/06/2015
A Dignidade Humana Entre A Esquerda e A Direita
19/06/2015
Pode o Feminismo Não Ser Misândrico?
09/06/2015
Mad Max
Fury Feminist?

28/05/2015
Batalhas Espaciais II
26/04/2015
ABORTISMO
05/03/2015
Aborto à Francesa
05/03/2015
A Queda da Lua
23/02/2015

2 0 1 4

3o Esboço de uma FILOSOFIA DO CAOS
21/12/2014
Invertendo a Igualdade
18/12/2014
Desleitura Feminista em Christine de Pizan
01/12/2014
ESTUPRISMO
18/11/2014
Disputa Semântica
18/11/2014
Por que VEJA odeia o PT?
06/11/2014
Estuprando Números
11/09/2014
rePensando o Feminismo
19/08/2014
GRIDVENCE
15/07/2014
A Fundação do Feminismo
25/06/2014
5.000% de Paranóia
10/05/2014
Pensando nELA
25/04/2014
Atacando uma Ficção
20/04/2014
Estuprando a Justiça
03/03/2014
Entendendo a MISANDRIA
18/02/2014
Heroísmo: O Outro Lado da Masculinidade
18/02/2014
Em Defesa do Patriarcado
03/02/2014

2 0 1 3

Hipótese Benevolente à Cruzada Anti-Reprodutiva
31/12/2013
A Cultura do ESTUPRO
28/11/2013
O Estupro da CULTURA
28/11/2013
Expressar ou Doutrinar?
26/09/2013
Traindo o Movimento
27/08/2013
Filosofia, Ideologia e Militância
26/08/2013
Infeliciana Homofobia
17/08/2013
As Ovelhas e os Memes
13/08/2013
Complexo de Paraíso Perdido
06/08/2013
Financiamento Público de Campanha
12/07/2013
Cavalheirismo é Sexismo?
10/07/2013
'DeZrazões' Para Liberar as Drogas
11/05/2013
Meta-Teoria da Conspiração
11/05/2013
O Fantasma de CHE
11/05/2013
Revolução Digital
11/05/2013
VEJA - Um Tiro na Cabeça
11/05/2013
Da ESQUERDA para TRÁS
02/04/2013
A Cara do BRASIL
15/03/2013
HIPERGAMIA - Fundamentação
02/02/2013

2 0 1 2

GenoGênese
21/12/2012
Simbolismo do Aborto
16/11/2012
O Argumento Decisivo
16/11/2012
Aborto Repensado
16/11/2012
Em Defesa do Estado
03/10/2012
Reflexões Mentalistas - Virtualidade Real
30/09/2012
2o Esboço de uma Filosofia do CAOS
04/07/2012
Hipergamia 2.5 Adendo - 1 Ídolos
03/07/2012
O Escudo do Capitão América
13/06/2012
MARX X Marxismo
01/06/2012
Da ESQUERDA para BAIXO
13/05/2012
GINOTOPIA - Hipergamia V
03/05/2012
Lesbianismo
03/05/2012
Estado X Indivíduo
04/03/2012
Das Indestrutíveis Idéias
04/03/2012
A Revolta dos Titãs
09/02/2012
1o Esboço de uma Filosofia do CAOS
30/01/2012
Hora, Data, Temperatura
26/01/2012
Ateísmo e Relativismo
21/01/2012

2 0 1 1

Religião Musical
26/11/2011
Calendários Alternativos
22/11/2011
Vôos, e Quedas, Ideológicos
10/11/2011
Horário de Verão no Brasil
07/11/2011
Hipergamia
Introdução

27/09/2011
Hipergamia IV
Atração Sublimada

27/09/2011
Hipergamia III
Atração Social

19/09/2011
Hipergamia II
Atração Imoral

11/09/2011
Hipergamia I
Atração Fatal

08/09/2011
Pornografia e Machismo
25/08/2011
Viagens Espaciais
18/06/2011
Teletransporte
18/06/2011
Viagem no Tempo e Paradoxo Temporal (Finalizado)
14/06/2011
Heróis de ESQUERDA
X
Heróis de DIREITA

10/03/2011
ZUMBIS à Esquerda, VAMPIROS à Direita
10/03/2011
RY-5
10/03/2011
Crônica de GRADIVIND
26/11/2011
Eu Sou A Lenda
25/11/2011

Histórico de Textos Publicados

2 0 2 2

25 de Outubro (YouTube)

É absolutamente imprescindível, para tentar compreender o que está acontecendo, assistir a fabulosa LIVE do professor Loryel Rocha UMA PERSPECTIVA MÍTICO-SIMBÓLICA DO BOLSONARISMO, que vai muitíssimo além do título. Ao longo de quase 5 horas, o professor discorre sobre o mais profundo pano de fundo histórico capaz de elucidar muitos dos processos em curso, rumo à consumação de um projeto liberal maçônico que já remonta há dois séculos. Embora haja muitos pontos polêmicos e obscuros, esta LIVE, no mínimo, traz dezenas de elementos muitíssimo esclarecedores que podem ser explorados de formas distintas. ASSISTAM! Pode por em velocidade 1.75x ou mesmo 2x, visto que o professor fala de forma lenta e pausada.


25 de Outubro (YouTube)

Pensei que o Kombat agora seria outro, mas parece que voltou alguns níveis para um novo round.


19 de Outubro (YouTube)

O cara usa minha imagem sem nem dizer 'oi', faz um vídeo LIXO com uma estética grotesca e péssimo conteúdo, e ainda por cima desativa os comentários! Resultado: O DOBRO DE VIEWS do meu vídeo, num canal com 38 inscritos, que aparece em 2° Lugar quando se procura o assunto!


14 de Outubro (YouTube)

E lá se foi a série da Mulher-Hulk, cuja minha opinião final é a de que se tratar de uma...

Não nego que ri algumas vezes, mas sinceramente, é uma vergonha! Alguém tem que ser muito bem pago para falar bem. Pra não dizer que não há alguma coisa se salve, o Episódio 7, quando aparece o Demolidor, é o menos ruim. Inclusive, até "turbinaram" o personagem, lhe dando uma capacidade de movimentação que não há na série original, além do fato do personagem ter sido tratado com algum respeito.

Fora isso... só feminista mesmo pra ter a cara de pau de fingir que achou boa.


4 de Outubro (YouTube) / (VK)

Enquanto muito se preocupam com o feminismo incompetente e simbólico em Os Anéis de Poder ou o feminismo bufão, alucinado e autozoativo de She-Hulk, deixam passar o Feminismo mais discreto, mas muito mais profundo, eficiente e pernicioso de A Casa do Dragão, onde não se perde tempo com "heroínas fodonas" nem com modismos "burgueses" californianos com 1001 novas tendências, nomenclaturas, e porque não dizer, "frescuras" do momento.

Como eu já disse no Vídeo 460 - 4 Séries Atuais, são modalidades distintas das quais já adiantava que o maior problema devia ser visto em House of Dragon, e não devido a elementos simbólicos puramente provocativos, como colocar atores negros para interpretar personagens que todos os elementos estruturais da série demandavam que fossem arianos com cabelos platinados, para os quais, basta ignorar a imagem para se tornarem totalmente irrelevantes. (Um FaceApp neutralizaria totalmente isso.)

Além de toda a direta, explícita, e mesmo (devido ao modo de apresentação convincente) eficiente propaganda feminista em sua mais pura essência, a Anti-Reprodução, e sua ojeriza evidente à maternidade, ao casamento, à responsabilidade e à própria ideia de família, o Episódio 6 consegue ainda surpreender com nada menos com um discurso, em off, escancarado contra a própria ideia de ter filhos!

Por mais que tal longa exposição sobre os males da se reproduzir termine partindo de um personagem controverso, que os mais simplistas podem facilmente considerar um vilão, é auto evidente que constitui o espírito nuclear não só do episódio, mas da própria série. Aquele velho expediente de dizer as coisas verdadeiramente interessantes e/ou relevantes pela boca de personagens que já são moralmente condenados ou ambíguos, poupando os "mocinhos" de seu ônus.

O profundo discurso, ao final do episódio, é evidentemente anacrônico e deslocado para uma ambientação como a das Crônicas de Gelo e Fogo, que em tudo parece contradizê-lo, visto ser integralmente baseada numa estrutura feudal de linhagens patriarcais. Assim, é obviamente dirigido ao telespectador, fazendo sentido apenas no nosso contexto cultural ocidental atual, pois soaria incompreensível, por exemplo, na China também.

De uma certa forma, toda a série Game of Thrones anterior termina podendo ser interpretada dessa forma: como um massivo, monumental, O MAIOR DE TODA HISTÓRIA, libelo contra a família. Pois uma família verdadeiramente nobre no melhor sentido da palavra, os Stark de Winterfell, é apresentada apenas para ser violentamente destruída, com requintes de crueldade, por outras Casas Nobres pervertidas, e toda a horrível civilização retratada no fundo tem seus males infindáveis debitados justo na conta do Patriarcado.

Mas ao menos Game of Thrones consegue desviar a atenção disso com uma miríade de tramas paralelas, em especial sagas heroicas às quais muito já me referi em Compilação de textos sobre Game of Thrones Já A Casa do Dragão sequer tem uma saga heroica a ser apresentada, visto que Daemon está mais para um vilão, carismático, mas impossível de confiar, e que Rhaenyra já foi simbolicamente derrotada pelo Patriarcado.

A isso se soma toda a historicamente compreensível crítica da ordem social liberal atual contra a ordem feudal medieval, e MESMO a ordem burguesa dos primórdios do capitalismo, que em parte é retratada na série Duna, de Frank Herbert. Porém, isso acaba recebendo um tom inédito no que se refere a defesa de uma agenda ideológica incrivelmente específica, que normalmente é pouco relevante por já ser historicamente dada.

Em House of Dragon a alternância entre sutileza e explicitude termina por cumprir não apenas uma visão sobre momentos historicamente superados, mas contra os elementos de tais momentos que ainda estão vigente hoje, e cujo Feminismo foi criado para destruir, assim condenando toda a sociedade a uma nova ordem incomensuravelmente mais desigual e trágica do que os períodos anteriores jamais poderiam ser.

Por fim, segue aqui o discurso na íntegra, difícil de traduzir, mas claríssimo mesmo para quem tenha um entendimento mediano de inglês. Com a palavra, Lord Larys Strong: "What is children, but a weakness, a folly, a futility? Though them you imagine you cheat the great darkness of its victory... you will persist forever in some form or another, as if they will keep you from the dust. But for them, you surrender what you should know, you may know what is the right thing to be done, but, love stays the hand. Love is a downfall. Best to make your way through life unencumbered, if you ask me."

E minha tradução, com adaptações. "O que são os filhos se não uma fraqueza, uma loucura, uma futilidade? Por meio deles você imagina que tirará da grande escuridão a sua vitória... (que) você permanecerá para sempre, em uma forma ou outra, como se eles pudessem manter você longe de "voltar ao pó". Mas por eles, você abandona o que deveria saber, você sabe o que é a coisa certa a ser feita, mas o amor detém sua mão.* O amor é uma queda (decadência). Melhor seguir seu caminho na vida não sobrecarregado, se você quer saber."

*Essa frase é a mais impactante, podendo ser interpretada como desde uma defesa abortista, até uma forma de transhumanismo meta existencial, passando por alguma doutrina mística ou mesmo alquímica de prolongamento da vida por meio da abstinência reprodutiva.

2 de Outubro (YouTube)

A série da Mulher-Hulk promete transcender a lacração! Nem é mais o super combo feminista por si só, pois já elevou esta ideologia praticamente ao máximo possível dentro de uma produção de pretensa mídia de massa. Na verdade já está voltando, e ameaça denunciar até mesmo o processo de auto fagocitação inevitável de levar tal doutrina a seu termo.

Tal qual o fabuloso Mad Max - Fury Road, periga de She-Hulk acabar revelando não só a propaganda feminista em si, mas a própria essência da ideologia, terminando por se auto destruir simbolicamente. Backlash garantido!

Setembro de 2022







































2022

Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro

2021

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro

2020

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro

2019

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro

2018

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro

2017

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro

2016

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro

2015

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro

2014

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro

2013

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Março à Junho
Fevereiro
Janeiro

2012

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Fevereiro
Janeiro

2011

Novembro e Dezembro
Setembro e Outubro
Julho e Agosto
Abril a Junho
Março
Fevereiro
Janeiro

2010

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Janeiro a Março

2009

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Março e Abril
Fevereiro
Janeiro

2008

Novembro e Dezembro
Outubro
Setembro
Agosto
Julho
Junho
Maio
Abril
Março
Janeiro e Fevereiro

2007

Dezembro
Novembro
Setembro e Outubro
Julho e Agosto
Maio e Junho
Março e Abril
Janeiro e Fevereiro

2006

Outubro, Novembro e Dezembro
Setembro
Agosto
Julho
Maio e Junho
Abril
Março
Janeiro e Fevereiro

2005

Novembro e Dezembro
Setembro e Outubro
Junho a Agosto
Maio
Março e Abril
Fevereiro
Janeiro

2004

Dezembro
Novembro
Outubro
Setembro
Agosto