O ALCORÃO

Também pode ser chamado O Corão, um vez que o termo árabe "AL" equivale ao artigo "O". Corão, que significa "Recitação", é o Livro Sagrado do Islamismo, totalmente ditado pelo profeta Maomé (Mohammad) e redigido na linguagem Árabe por seus seguidores no século VII d.C, em várias cidades da Arábia.

Download completo do Alcorão em arquivo HTML (1 Mb) Zipado (314 Kb).

 

 

Surata

Nome: "Árabe" (Português)

Local de Revelação

Número de Versículos

Número de Caracteres Aproximado

Exemplos de Versículos

1a

"AL-FÁTIHA" (A ABERTURA)

Makka

7

240

1. Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso. 2. Louvado seja Deus, Senhor do Universo, 3. Clemente, o Misericordioso, 4. Soberano do Dia do Juízo. 5. Só a Ti adoramos e só de Ti imploramos ajuda! 6. Guia-nos à senda reta, 7. À senda dos que agraciaste, não à dos abominados, nem à dos extraviados.

2a

"AL BÁCARA" (A VACA)

Medina

286

52.800

87. Concedemos o Livro a Moisés, e depois dele enviamos muitos mensageiros, e concedemos a Jesus, filho de Maria, as evidências, e o fortalecemos com o Espírito da Santidade. Cada vez que vos era apresentado um mensageiro, contrário aos vossos interesses, vós vos ensoberbecíeis! Desmentíeis uns e assassináveis outros.

161. Sobre os incrédulos, que morrem na incredulidade, cairá a maldição de Deus, dos anjos e de toda humanidade. 162. Que pesará sobre eles eternamente. O castigo não lhes será atenuado, nem lhes será dado prazo algum. 163. Vosso Deus e Um só. Não há mais divindade além d'Ele, o Clemente, o Misericordiosíssimo.

190. Combatei, pela causa de Deus, aqueles que vos combatem; porém, não pratiqueis agressão, porque Deus não estima os agressores.

221. Não desposareis as idólatras até que elas se convertam, porque uma escrava fiel é preferível a uma idólatra, ainda que esta vos apraza. Tampouco consintais no matrimônio das vossas filhas com os idólatras, até que estes se tenham convertido, porque um escravo fiel é preferível a um livre idólatra, ainda que este vos apraza. Eles arrastam-vos para o fogo infernal; em troca, Deus, com Sua benevolência, convoca-vos ao Paraíso e ao perdão e elucida os Seus versículos aos humanos, para que Dele recordem.

271. Se fizerdes caridade abertamente, quão louvável será! Porém, se a fizerdes, dando aos pobres dissimuladamente, será preferível para vós, e isso vos absolverá de alguns dos vossos pecados, porque Deus está inteirado de tudo quanto fazeis.
272. A ti (ó Mensageiro) não cabe guiá-los; porém, Deus guia a quem Lhe apraz. Toda a caridade que fizerdes será em vosso próprio benefício, e não pratiqueis boas ações senão com a aspiração de agradardes a Deus. Sabei que toda caridade que fizerdes vos será recompensada com vantagem, e não sereis injustiçados.

280. Se vosso devedor se achar em situação precária, concedei-lhe uma moratória; mas, se o perdoardes, será preferível para vós, se quereis saber.

3a

"AAL `IMRAN" (A FAMÍLIA DE IMRAN)

Medina

200

29.500

7. Ele foi Quem te revelou o Livro; nele há versículos fundamentais, que são a base do Livro, havendo outros alegóricos. Aqueles cujos abrigam a dúvida, seguem os alegóricos, a fim de causarem dissensões, interpretando-os capciosamnte. Porém, ninguém, senão Deus, conhece a sua verdadeira interpretação. Os sábios dizem: Cremos nele (o Alcorão); tudo emana do nosso Senhor. Mas ninguém o admite, salvo os sensatos.

113. Os adeptos do Livros (Judeus e Cristãos) não são todos iguais: entre eles há uma comunidade justiceira, cujos membros recitam os versículos de Deus, durante a noite, e se prostram ante o seu Senhor.114. Crêem em Deus e no Dia do Juízo Final, aconselham o bem e proíbem o ilícito, e se emulam nas boas ações. Estes contar-se-ão entre os virtuosos.

125. Sim! Se fordes perseverantes, temerdes a Deus, e se vos atacarem imediatamente, vosso Senhor vos socorrerá, com cinco mil anjos bem treinados.

144. Mohammad não é senão um Mensageiro, a quem outros mensageiros precederam. Porventura, se morresse ou fosse morto, voltaríeis à incredulidade? Mas quem voltar a ela em nada prejudicará Deus; e Deus recompensará os agradecidos.

4a

"AN NISSÁ" (AS MULHERES)

Medina

176

31.900

 3. Se temerdes ser injustos no trato com os órfãos, podereis desposar duas, três ou quatro das que vos aprouver, entre as mulheres. Mas, se temerdes não poder ser eqüitativos para com elas, casai, então, com uma só, ou conformai-vos com o que tender à mão. Isso é o mais adequado, para evitar que cometais injustiças.

15. Quanto àquelas, dentre vossas mulheres, que tenham incorrido em adultério, apelai para quatro testemunhas, dentre os vossos e, se estas o confirmarem, confinai-as em suas casas, até que lhes chegue a morte ou que Deus lhes trace um novo destino. 16. E àqueles, dentre vós, que o cometerem (homens e mulheres), puni-os; porém, caso se arrependam e se corrijam, deixai-os tranqüilos, porque Deus é Remissório, Misericordiosíssimo.
17. A absolvição de Deus recai tão-somente sobre aqueles que cometem um mal, por ignorância, e logo se arrependem. A esses, Deus absolve, porque é Sapiente, Prudentíssimo.

19. Ó fiéis, não vos é permitido herdar as mulheres, contra a vontade delas, nem as atormentar, com os fim de vos apoderardes de uma parte daquilo que as tenhais dotado, a menos que elas tenham cometido comprovada obscenidade. E harmonizai-vos entre elas, pois se as menosprezardes, podereis estar depreciando seres que Deus dotou de muitas virtudes.

23. Está-vos vedado casar com: vossas mães, vossas filhas, vossas irmãs, vossas tias paternas e maternas, vossas sobrinhas, vossas nutrizes, vossas irmãs de leite, vossas sogras, vossas enteadas, as que estão sob vossa tutela - filhas das mulheres com quem tenhais coabitado; porém, se não houverdes tido relações com elas, não sereis recriminados por desposá-las. Também vos está vedado casar com as vossas noras, esposas dos vossos filhos carnais, bem como unir-vos, em matrimônio, com duas irmãs - salvo fato consumado (anteriormente) -; sabei que Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.

25. E quem, dentre vós, não possuir recursos suficientes para casar-se com as fiéis livres, poderá fazê-lo com uma crédula, dentre vossas cativas fiéis, porque Deus é Quem melhor conhece a vossa fé - procedeis uns dos outros; casai com elas, com a permissão dos seus amos, e dotai-as convenientemente, desde que sejam castas, não licenciosas e não tenham amantes. Contudo, uma vez casadas, e incorrerem em adultério, sofrerão só a metade do castigo que corresponder às livres; isso, para quem de vós temer cair em pecado. Mas se esperardes, será melhor; sabei que Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.

29. Ó fiéis, não consumais reciprocamente os vossos bens, por vaidades, realizai comércio de mútuo consentimento e não cometais suicídio, porque Deus é Misericordioso para convosco. 30. Àquele que tal fizer, perversa e iniquamente, introduzi-lo-emos no fogo infernal, porque isso é fácil a Deus. 31.

34. Os homens são os protetores das mulheres, porque Deus dotou uns com mais (força) do que as outras, e pelo o seu sustento do seu pecúlio. As boas esposas são as devotas, que guardam, na ausência (do marido), o segredo que Deus ordenou que fosse guardado. Quanto àquelas, de quem suspeitais deslealdade, admoestai-as (na primeira vez), abandonai os seus leitos (na segunda vez) e castigai-as (na terceira vez); porém, se vos obedecerem, não procureis meios contra elas. Sabei que Deus é Excelso, Magnânimo. 35. E se temerdes desacordo entre ambos (esposo e esposa), apelai para um árbitro da família dele e outro da dela. Se ambos desejarem reconciliar-se, Deus reconciliará, porque é Sapiente, Inteiradíssimo.
36. Adorai a Deus e não Lhe atribuais parceiros. Tratai com benevolência vossos pais e parentes, os órfãos, os necessitados, o vizinho próximo, o vizinho estranho, o companheiro, o viajante e os vossos servos, porque Deus não estima arrogante e jactancioso algum. 37. Quanto àqueles que são avarentos e recomendam aos demais a avareza, e ocultam o que Deus lhes concedeu da Sua graça, saibam que destinamos um castigo ignominioso para os incrédulos.

40. Deus não frustará ninguém, nem mesmo no equivalente ao peso de um átomo; por outra, multiplicará toda a boa ação e concederá, de Sua parte, uma magnífica recompensa.

55. Entre eles, há os que nele acreditaram, bem como os que repudiaram. E o inferno é suficiente como Tártaro. 56. Quanto àqueles que negam os Nossos versículos, introduzi-los-emos no fogo infernal. Cada vez que a sua pele se tiver queimado, trocá-la-emos por outra, para que experimentem mais e mais o suplício. Sabei que Deus é Poderoso, Prudentíssimo. 57. Quanto aos fiéis, que praticam o bem, introduzi-lo-emos em jardins, abaixo dos quais correm rios, onde morarão eternamente, onde terão esposas imaculadas, e os faremos desfrutar de uma densa sombra.

74. Que combatam pela causa de Deus aqueles dispostos a sacrificar a vida terrena pela futura, porque a quem combater pela causa de Deus, quer sucumba, quer vença, concederemos magnífica recompensa. 75. E o que vos impede de combater pela causa de Deus e dos indefesos, homens, mulheres e crianças? que dizem: Ó Senhor nosso, tira-nos desta cidade (Makka), cujos habitantes são opressores. Designa-nos, de Tua parte, um protetor e um socorredor! 76. Os fiéis combatem pela causa de Deus; os incrédulos, ao contrário, combatem pela do sedutor. Combatei, pois, os aliados de Satanás, porque a angústia de Satanás é débil.

82. Não meditam, acaso, no Alcorão? Se fosse de outra origem, que não de Deus, haveria nele muitas discrepâncias.

86. Quando fordes saudados cortesmente, respondei com cortesia maior ou, pelo menos, igual, porque Deus leva em conta todas as circunstâncias.

93. Quem matar, intencionalmente, um fiel, seu castigo será o inferno, onde permanecerá eternamente. Deus o abominará, amaldiçoá-lo-á e lhe preparará um severo castigo.

95. Os fiéis, que, sem razão fundada, permanecem em suas casas, jamais se equiparam àqueles que sacrificam os seus bens e suas vidas pela causa de Deus; Ele concede maior dignidade àqueles que sacrificam os seus bens e suas vidas do que aos que permanecem (em suas casas). Embora Deus prometa a todos (os fiéis) o bem, sempre confere aos combatentes uma recompensa superior à dos que permanecem (em suas casas).

114. Não há utilidade alguma na maioria dos seus colóquios, salvo nos que recomendam a caridade, a benevolência e a concórdia entre os homens. A quem assim proceder, com a intenção de comprazer a Deus, agraciá-lo-emos com uma magnífica recompensa.

117. Não invocam, em vez d'Ele, a não ser deidades femininas, e, com isso invocam o rebelde Satanás,

155. (Porém, fizemo-los sofrer as conseqüências) por terem quebrado o pacto, por negarem os versículos de Deus, por matarem iniquamente os profetas, e por dizerem: Nossos corações estão insensíveis! Todavia, Deus lhes obliterou os corações, por causa perfídias. Em quão pouco acreditam! 156. E por blasfemarem e dizerem graves calúnias acerca de Maria. 157. E por dizerem: Matamos o Messias, Jesus, filho de Maria, o Mensageiro de Deus, embora não sendo, na realidade, certo que o mataram, nem o crucificaram, senão que isso lhes foi simulado. E aqueles que discordam, quanto a isso, estão na dúvida, porque não possuem conhecimento algum, abstraindo-se tão-somente em conjecturas; porém, o fato é que não o mataram. 158. Outrossim, Deus fê-lo ascender até Ele, porque é Poderoso, Prudentíssimo. 159. Nenhum dos adeptos do Livro deixará de acreditar nele (Jesus), antes da sua morte, que, no Dia da Ressurreição, testemunhará contra eles.

163. Inspiramos-te, assim como inspiramos Noé e os profetas que o sucederam; assim, também, inspiramos Abraão, Ismael, Isaac, Jacó e as tribos, Jesus, Jó, Jonas, Aarão, Salomão, e concedemos os Salmos a Davi.

171. Ó adeptos do Livro, não exagereis em vossa religião e não digais de Deus senão a verdade. O Messias, Jesus, filho de Maria, foi tão-somente um mensageiro de Deus e Seu Verbo, com o qual Ele agraciou Maria por intermédio do Seu Espírito. Crede, pois, em Deus e em Seus mensageiros e digais: Trindade! Abstende-vos disso, que será melhor para vós; sabei que Deus é Uno. Glorificado seja! Longe está a hipótese de ter tido um filho. A Ele pertence tudo quanto há nos céus e na terra, e Deus é mais do que suficiente Guardião.

5a

"AL MÁIDA" (A MESA SERVIDA)

Medina
Arafat

120

23.600

 1. Ó fiéis, cumpri com as vossas obrigações . Foi-vos permitido alimentar-vos de reses, exceto o que vos é anunciado agora; está-vos vedada a caça, sempre que estiverdes consagrados à peregrinação. Sabei que Deus ordena o que Lhe apraz. 2. Ó fiéis, não profaneis os relicários de Deus, o mês sagrado, as oferendas, os animais marcados, nem provoqueis aqueles que se encaminham à Casa Sagrada , à procura da graça e da complacência do seu Senhor. E quando estiverdes deixado os recintos sagrados , caçai, então, se quiserdes. Que o ressentimento contra aqueles que trataram de impedir-vos de irdes à Mesquita Sagrada não vos impulsione a provocá-los, outrossim, auxiliai-vos na virtude e na piedade. Não vos auxilieis mutuamente no pecado e na hostilidade, mas temei a Deus, porque Deus é severíssimo no castigo. 3. Estão-vos vedados: a carniça, o sangue, a carne de suíno e tudo o que tenha sido sacrificado com a invocação de outro nome que não seja o de Deus; os animais estrangulados, os vitimados a golpes, os mortos por causa de uma queda, ou chifrados, os abatidos por feras, salvo se conseguirdes sacrificá-los ritualmente; o (animal) que tenha sido sacrificado nos altares(333). Também vos está vedado fazer adivinhações com setas, porque isso é uma profanação. Hoje, os incrédulos desesperam por fazer-vos renunciar à vossa religião. Não os temais, pois, e temei a Mim! Hoje, completei a religião para vós; tenho-vos agraciado generosamente sem intenção de pecar, se vir compelido a (alimentar-se do vedado), saiba que Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.

32. Por isso, prescrevemos aos israelitas que quem matar uma pessoa, sem que esta tenha cometido homicídio ou semeado a corrupção na terra, será considerado como se tivesse assassinado toda a humanidade. Apesar dos Nossos mensageiros lhes apresentarem as evidências, a maioria deles comete transgressões na terra. 33. O castigo, para aqueles que lutam contra Deus e contra o Seu Mensageiro e semeiam a corrupção na terra, é que sejam mortos, ou crucificados, ou lhes seja decepada a mão e o pé opostos, ou banidos. Tal será, para eles, um aviltamento nesse mundo e, no outro, sofrerão um severo castigo. 34. Exceto aqueles que se arrependem, antes de caírem em vosso poder; sabei que Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.

46. E depois deles (profetas), enviamos Jesus, filho de Maria, corroborando a Tora que o precedeu; e lhe concedemos o Evangelho, que encerra orientação e luz, corroborante do que foi revelado na Tora e exortação para os tementes.

69. Os fiéis, os judeus, os sabeus e os cristãos, que crêem em Deus, no Dia do Juízo Final e praticam o bem, não serão presas do temor, nem se atribularão.

72. São blasfemos aqueles que dizem: Deus é o Messias, filho de Maria, ainda quando o mesmo Messias disse: Ó israelitas, adorai a Deus, Que é meu Senhor e vosso. A quem atribuir parceiros a Deus, ser-lhe-á vedada a entrada no Paraíso e sua morada será o fogo infernal! Os iníquos jamais terão socorredores. 73. São blasfemos aqueles que dizem: Deus é um da Trindade!, portanto não existe divindade alguma além do Deus Único. Se não desistirem de tudo quanto afirmam, um doloroso castigo açoitará os incrédulos entre eles.

90. Ó fiéis, as bebidas inebriantes, os jogos de azar, a dedicação às pedras e as adivinhações com setas, são manobras abomináveis de Satanás. Evitai-os, pois, para que prospereis. 91. Satanás só ambiciona infundir-vos a inimizade e o rancor, mediante as bebidas inebriantes e os jogos de azar, bem como afastar-vos da recordação de Deus e da oração. Não desistireis, diante disso?

94. Ó fiéis, Deus vos testará com a proibição de certa espécie de caça que está ao alcance das vossas mão e das vossas lanças, para assegurar-Se de quem O teme intimamente. Quem, depois disso, transgredir a norma sofrerá um doloroso castigo. 95. Ó fiéis, não mateis animais de caça quando estiverdes com as vestes da peregrinação. Quem, dentre vós, os matar intencionalmente, terá de pagar a transgressão, o equivalente àquilo que tenha morto, em animais domésticos, com a determinação de duas pessoas idôneas, dentre vós. Que tais animais sejam levados como oferenda à Caaba. Ou, ainda, fará uma expiação, alimentando alguns necessitados ou o equivalente a isto em jejum, para que sofra a conseqüência da sua falta. Deus perdoa o passado; porém, a quem reincidir Deus castigará, porque é Punidor, Poderosíssimo. 96. Está-vos permitida a caça aquática; e seu produto pode servir de visão, tanto para vós como para os viajantes. Porém, está-vos proibida a caça terrestre, enquanto estiverdes consagrado à peregrinação. Temei a Deus, ante O Qual serei consagrados. 97. Deus designou a Caaba como Casa Sagrada, como local seguro para os humanos. Também estabeleceu o mês sagrado, a oferenda e os animais marcados, para que saibais que Deus conhece tudo quanto há nos céus e na terra, e que é Onisciente.

6a

"AL AN'AM" (O GADO)

Makka
Medina

165

26.400

 25. Alguns deles te escutam; porém, anuviamos-lhes as mentes e ensurdecemos-lhes os ouvidos; por isso, não compreendem. E, mesmo quando virem qualquer sinal, não crerão nele; e até quando vêm a ti, vêm para refutar-te; e os incrédulos dizem: Isto não é mais do que fábulas dos primitivos! 26. E impedem os demais, apartando-os dele (o Alcorão); mas, com isso, não fazem mais do que se prejudicar, sem o sentirem. 27. Ah, se os vires quando se confrontarem com o fogo infernal! Dirão: Oxalá fôssemos devolvidos (à terra)! Então, não desmentiríamos os versículos de nosso Senhor e nos contaríamos entre os fiéis! 28. Porém, aparecer-lhes-á tudo quanto anteriormente tinham ocultado; no entanto, ainda que fossem devolvidos (à vida terrena), certamente reincidiriam em lançar mão de tudo quanto lhes foi vedado, porque são mentirosos. 29. Dizem: Não existe outra vida além da terrena e jamais seremos ressuscitados. 30. Se os vires quando comparecerem ante seu Senho! Ele lhes dirá: Não é esta a verdade? Dirão: Sim, por nosso Senhor! Então, Ele lhes dirá: Provai, pois, o castigo, por vossa incredulidade!

59. Ele possui as chaves do incognoscível, coisa que ninguém, além d'Ele, possui; Ele sabe o que há na terra e no mar; e não cai uma folha (da árvore) sem que Ele disso tenha ciência; não há um só grão, no seio da terra, ou nada verde, ou seco, que não esteja registrado no Livro lúcido.

61. Ele é o Soberano absoluto dos Seus servos, e vos envia anjos da guarda para que, se a morte chegar a algum de vós, os Nossos mensageiros o recolham, sem negligenciarem o seu dever.

79. Eu me consagro a Quem criou os céus e a terra; sou monoteísta e não me conto entre os idólatras.

96. É Ele Quem faz despontar a aurora e Quem vos estabelece a noite para o repouso; e o sol e a luz, para cômputo (do tempo). Tal é a disposição do Poderoso, Sapientíssimo. 97. Foi Ele Quem deu origem, para vós, às estrelas, para que, com a sua ajuda, vos encaminhásseis, nas trevas da terra e do mar. Temos esclarecido os versículos para os sábios.

107. Porém, se Deus quisesse, nunca se teriam dado á idolatria. Não te designamos (ó Mohammad) como seu defensor, nem como seu guardião.

124. Quando lhes é apresentado um versículo, dizem: Jamais creremos, até que nos seja apresentado algo semelhante ao que foi concedido aos mensageiros de Deus ! Deus sabe melhor do que ninguém a quem deve encomendar a Sua missão. Logo alcançará os pecadores uma humilhação, ante Deus, e um severo castigo, por suas conspirações. 125. A quem Deus quer iluminar, dilata-lhe o peito para o Islam; a quem quer desviar (por tal merecer), oprime-lhe o peito, como aquele que se eleva na atmosfera. Assim, Deus cobre de abominação aqueles que se negam a crer.

140. São desventurados aqueles que, néscia e estupidamente, matam seus filhos, na sua cega ignorância , e se descartam daquilo com que Deus os agraciou, forjando mentiras a respeito de Deus. Já estão desviados e jamais serão encaminhados.

158. Acaso, aguardam que se lhes apresentem os anjos ou teu Senhor, ou então que lhes cheguem sinais d'Ele? No dia em que lhes chegarem alguns de Seus sinais será inútil a fé do ser que não tiver acreditado antes, ou que, em sua crença, não tenho agido com retidão. Dize: Aguardai, que nós aguardaremos. 159. Não és responsável por aqueles que dividem a sua religião e formam seitas, porque sua questão depende só de Deus, o Qual logo os inteirará de tudo quanto houverem feito. 160. Quem tiver praticado o bem receberá o décuplo pelo mesmo; quem tiver cometido um pecado receberá um castigo equivalente, e não serão defraudados (nem um, nem outro).

7a

"AL'ARAF" (OS CIMOS)

Makka
Medina

206

 

 

8a

"AL ANFAL" (OS ESPÓLIOS)

Medina
Makka

75

 

 

9a

"AT TAUBAH" (O ARREPENDIMENTO)

Medina
Makka

129

 

 

10a

"YUNIS" (JONAS)

Makka
Medina

109

 

 

11a

"HUD"

Makka
Medina

123

 

 

12a

"YOUSSIF" (JOSÉ)

Makka
Medina

111

 

 

13a

"AR RA'D" (O TROVÃO)

Medina

43

 

 

14a

"IBRAHIM" ABRAÃO

Makka
Medina

52

 

 

15a

"AL HIJR"

Makka
Medina

99

 

 

16a

"AN NÁHL" (AS ABELHAS)

Makka
Medina

128

 

 

17a

"AL ISRÁ" (A VIAGEM NOTURNA)

Makka
Medina

111

 

 

18a

"AL CAHF" (A CAVERNA)

Makka
Medina

110

 

 

19a

"MÁRIAM" (MARIA)

Makka
Medina

98

 

 

20a

"TAHA"

Makka
Medina

135

 

 

21a

"AL ANBIYÁ" (OS PROFETAS)

Makka

112

 

 

22a

"AL HAJJ" (A PEREGRINAÇÃO)

Makka
Medina

78

 

 

23a

"AL MUMINUN" (OS FIÉIS)

Makka

118

 

 

 

 

 

 

24a

"AN NUR" (A LUZ)

Medina

64

 
         

25a

"AL FURCAN" (O DISCERNIMENTO)

Makka
Medina

77

 
         


[ACH CHU'ARÁ]"ACH CHU'ARÁ"
(OS POETAS)
Revelada em Makka; 227 versículo, com exceção dos versículos 197, 224 a 227, que foram revelados em Madina.
26ª SURATA

[AN NAML]"AN NAML"
(AS FORMIGAS)
Revelada em Makka; 93 versículos.
27ª SURATA

[AL CASSAS]"AL CASSAS"
(AS NARRATIVAS)
Revelada em Makka; 88 versículos; com exceção dos versículos 52 a 55, que foram revelados em Madina e do versículo 85, que foi revelado em Al-Jahfa, durante a Hégira.
28ª SURATA

[AL `ANKABUT]"AL `ANKABUT"
(A ARANHA)
Revelada em Makka; 69 versículos, com exceção dos versículos 1 a 11, que foram revelados em Madina.
29ª SURATA

[AR RUM]"AR RUM"
(OS BIZANTINOS)
Revelada em Makka; 60 versículos, com exceção do versículo 17, que foi revelado em Madina.
30ª SURATA

[LUCMAN]"LUCMAN"
Revelada em Makka; 34 versículos, com exceção dos versículos 27 e 29, que foram revelados em Madina.
31ª SURATA

[AS SAJDA]"AS SAJDA"
(A PROSTRAÇÃO)
Revelada em Makka; 30 versículos, com exceção dos versículos 16 a 20, que foram revelados em Madina.
32a SURATA

[AL AHZAB]"AL AHZAB"
(OS PARTIDOS)
Revelada em Madina; 73 versículos.
33a SURATA

[SABÁ]"SABÁ"
Revelada em Makka; 54 versículos, com exceção do versículo 6, que foi revelado em Madina.
34a SURATA

[FÁTER]"FÁTER"
(O CRIADOR)
Revelada em Makka; 45 versículos.
35a SURATA

[YÁ SIN]"YÁ SIN"
Revelada em Makka, 83 versículos, com exceção do 45, revelado em Madina.
36a SURATA

[AS SÁFAT]"AS SÁFAT"
(OS ENFILEIRADOS)
Revelada em Massa; 182 versículos.
37a SURATA

[SAD]"SAD"
(A LETRA SAD)
Revelada em Makka; 88 versículos.
38a SURATA
Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

[AZ ZÚMAR]"AZ ZÚMAR"
(OS GRUPOS)
Revelada em Makka; 75 versículos, com exceção dos versículos 52 a 54, que foram revelados em Madina.
39a SURATA

[GHÁFER]"GHÁFER"
(O REMISSÓRIO)
Revelada em Makka; 85 versículos, com exceção dos versículos 56 e 57, que foram revelados em Madina.
40ª SURATA

[FÚSSILAT]"FÚSSILAT"
(OS DETALHADOS)
Revelada em Makka; 54 versículos.
41ª SURATA

[AX XURA]"AX XURA"
(A CONSULTA)
Revelada em Makka; 53 versículos, com exceção dos versículos 23 a 25 e 27, que foram revelados em Madina.
42ª SURATA

[AZ ZÚKHURUF]"AZ ZÚKHURUF"
(OS ORNAMENTOS)
Revelada em Makka; 89 versículos, com exceção do versículo 54, que foi revelado em Madina.
43ª SURATA

[AD DUKHAN]"AD DUKHAN"
(A FUMAÇA)
Revelada em Makka; 59 versículos.
44ª SURATA

[AL JÁSSIYA]"AL JÁSSIYA"
(O GENUFLEXO)
Revelada em Makka; 37 versículos, com exceção do versículo 14, que foi revelado em Madina.
45ª SURATA

[AL AHCAF]"AL AHCAF"
(AS DUNAS)
Revelada em Makka; 35 versículos, com exceção dos versículos 10, 15 e 35, que foram revelados em Madina.
46ª SURATA

[MOHAMMAD]"MOHAMMAD"
Revelada em Madina; 38 versículos, com exceção do versículo 13, que foi revelado durante a Hégira.
47ª SURATA

[AL FATH]"AL FATH"
(O TRIUNFO)
Revelada em Madina; 29 versículos. Foi revelada quando do regresso de Hudaibiya.
48ª SURATA

[AL HUJJURAT]"AL HUJJURAT"
(OS APOSENTOS)
Revelada em Madina; 18 versículos.
49ª SURATA

[CAF]"CAF"
(A LETRA CAF)
Revelada em Makka; 45 versículos, com exceção de versículo 38, que foi revelado em Madina.
50ª SURATA

[AZ ZÁRIAT]"AZ ZÁRIAT"
(OS VENTOS DISSEMINADORES)
Revelada em Makka; 60 versículos.
51ª SURATA

[AT TUR]"AT TUR"
(O MONTE)
Revelada em Makka; 49 versículos.
52ª SURATA

[AN NAJM]"AN NAJM"
(A ESTRELA)
Revelada em Makka; 62 versículos, com exceção do versículo 32, que foi revelado em Madina.
53ª SURATA

[AL CÂMAR]"AL CÂMAR"
(A LUA)
Relevada em Makka; 55 versículos, com exceção dos versículos 44 a 46, que foram reveladas em Madina.
54ª SURATA

[AR RAHMAN]"AR RAHMAN"
(O CLEMENTE)
Revelada em Madina; 78 versículos.
55ª SURATA

[AL WAQUI'A]"AL WAQUI'A"
(O EVENTO INVEVITÁVEL)
Revelada em Makka; 96 versículos, com exceção dos versículos 81 e 82, que foram reveladas em Madina.
56ª SURATA

[AL HADID]"AL HADID"
(O FERRO)
Revelada em Madina; 29 versículos
57ª SURATA

[AL MUJÁDALA]"AL MUJÁDALA"
(A DISCUSSÃO)
Revelada em Madina; 22 versículos.
58ª SURATA

[AL HAXR]"AL HAXR"
(O DESTERRO)
Revelada em Madina; 24 versículos.
59ª SURATA

[AL MUMTAHANA]"AL MUMTAHANA"
(A EXAMINADA)
Revelada em Madina; 13 versículos.
60ª SURATA

[AS SAF]"AS SAF"
(AS FILEIRAS)
Revelada em Madina; 14 versículos.
61ª SURATA

[AL JÚMU'A]"AL JÚMU'A"
(A SEXTA-FEIRA)
Revelada em Madina; 11 versículos.
62ª SURATA

[AL MUNAFICÚN]"AL MUNAFICÚN"
(OS HIPÓCRITAS)
Revelada em Madina; 11 versículos.
63ª SURATA

[AT TAGHÁBUN]"AT TAGHÁBUN"
(AS DEFRAUDAÇÕES RECÍPROCAS)
Revelada em Madina; 18 versículos.
64ª SURATA

[AT TALAC]"AT TALAC"
(O DIVÓRCIO)
Revelada em Madina; 12 versículos.
65ª SURATA

[AT TAHRIM]"AT TAHRIM"
(AS PROIBIÇÕES)
Revelada em Madina; 12 versículos.
66ª SURATA

[AL MULK]"AL MULK"
(A SOBERANIA)
Revelada em Makka, 30 versículos.
67ª SURATA

[AL CALAM]"AL CALAM"
(O CÁLAMO)
Revelada em Makka; 52 versículos, com exceção dos versículos 17 a 23 e 48 a 50, que foram revelados em Madina.
68ª SURATA

[AL HÁCA]"AL HÁCA"
(A REALIDADE)
Revelada em Makka; 52 versículos.
69ª SURATA

[AL MA'ÁRIJ]"AL MA'ÁRIJ"
(AS VIAS DE ASCENSÃO)
Revelada em Makka; 44 versículos.
70ª SURATA

[NUH]"NUH"
(NOÉ)
Revelada em Makka; 28 versículos.
71ª SURATA

[AL JIN]"AL JIN"
(OS GÊNIOS)
Revelada em Makka; 28 versículos.
72ª SURATA

[AL MUZZÁMMIL]"AL MUZZÁMMIL"
(O ACOBERTADO)
Revelada em Makka; 20 versículos, com exceção dos versículos10, 11 e 20, que foram revelados em Madina.
73ª SURATA

[AL MUDÁSCIR]"AL MUDÁSCIR"
(O EMANTADO)
Revelada em Makka; 56 versículos.
74ª SURATA

[AL QUÍAMA]"AL QUÍAMA"
(A RESSURREIÇÃO)
Revelada em Madina; 40 versículos.
75ª SURATA

[AL INSAN]"AL INSAN"
(O HOMEM)
Revelada em Madina; 31 versículos.
76ª SURATA

[AL MURSALAT]"AL MURSALAT"
(OS ENVIADOS)
Revelada em Makka; 50 versículos, com exceção do versículo 48, que foi revelado em Madina.
77ª SURATA

[AN NABA]"AN NABA"
(A NOTÍCIA)
Revelada em Makka; 40 versículos.
78ª SURATA

[AN NAZI'AT]"AN NAZI'AT"
( OS ARREBATADORES)
Revelada em Makka; 46 versículos.
79ª SURATA

[ÁBAÇA]"ÁBAÇA"
(O AUSTERO)
Revelada em Makka; 42 versículos.
80ª SURATA

[AT TAQÜIR]"AT TAQÜIR"
(O ENROLAMENTO)
Revelada em Makka; 29 versículos.
81ª SURATA

[AL INFITAR]"AL INFITAR"
(O FENDIMENTO)
Revelada em Makka; 19 versículos.
82ª SURATA

[AL MUTAFFIFIN]"AL MUTAFFIFIN"
(OS FRAUDADORES)
Revelada em Makka; 36 versículos.
83ª SURATA

[AL INXICAC]"AL INXICAC"
(A FENDA)
Revelada em Makka; 25 versículos.
84ª SURATA

[AL BURUJ]"AL BURUJ"
(AS CONSTELAÇÕES)
Revelada em Makka; 22 versículos.
85ª SURATA

[AT TÁRIC]"AT TÁRIC"
(O VISITANTE NOTURNO)
Revelada em Makka; 17 versículos.
86ª SURATA

[AL A'LA]"AL A'LA"
( O ALTÍSSIMO)
Revelada em Makka; 19 versículos.
87ª SURATA

[AL GHÁXIA]"AL GHÁXIA"
( O EVENTO ASSOLADOR)
Revelada em Makka; 26 versículos.
88ª SURATA

[AL FAJR]"AL FAJR"
(A AURORA)
Revelada em Makka; 30 versículos.
89ª SURATA

[AL BÁLAD]"AL BÁLAD"
(A METRÓPOLE)
Revelada em Makka; 20 versículos.
90ª SURATA

[AX XAMS]"AX XAMS"
(O SOL)
Revelada em Makka, 15 versículos
91ª SURATA

[AL LÁIL]"AL LÁIL"
(A NOITE)
Revelada em Makka; 21 versículos.
92ª SURATA

[ADH DHUHA]"ADH DHUHA"
(AS HORAS DA MANHÃ)
Revelada em Makka; 11 versículos.
93ª SURATA

[AX XARH]"AX XARH"
(O CONFORTO)
Revelada em Makka; 8 versículos.
94ª SURATA

[AT TIN]"AT TIN"
(O FIGO)
Revelada em Makka; 8 versículos.
95ª SURATA

[AL `ALAC]"AL `ALAC"
(O COÁGULO)
Revelada em Makka; 19 versículos. Foi a primeira surata, revelada ao Profeta.
96ª SURATA

[AL CADR]"AL CADR"
(O DECRETO)
Revelada em Makka; 5 versículos.
97ª SURATA

[AL BAYINAT]"AL BAYINAT"
(A EVIDÊNCIA)
Revelada em Madina; 8 versículos.
98ª SURATA

[AZ ZÁLZALA]"AZ ZÁLZALA"
(O TERREMOTO)
Revelada em Madina; 8 versículos.
99ª SURATA

[AL `ADIÁT]"AL `ADIÁT"
(OS CORCÉIS)
Revelada em Makka; 11 versículos.
100ª SURATA

[AL CÁRI'A]"AL CÁRI'A"
(A CALAMIDADE)
Revelada em Makka; 11 versículos.
101ª SURATA

[AT TACÁÇUR]"AT TACÁÇUR"
(A COBIÇA)
Revelada em Makka; 8 versículos.
102ª SURATA

[AL `ASAR]"AL `ASAR"
(A ERA)
Revelada em Makka; 3 versículos.
103ª SURATA

[AL HÚMAZA]"AL HÚMAZA"
(O DIFAMADOR)
Revelada em Makka; 9 versículos.
104ª SURATA

[AL FIL]"AL FIL"
(O ELEFANTE)
Revelada em Makka; 5 versículos.
105ª SURATA

[CORAIX]"CORAIX"
(OS CORAIXITAS)
Revelada em Makka; 4 versículos.
106ª SURATA

[AL MA'UN]"AL MA'UN"
(OS OBSÉQUIOS)
Revelada em Makka; 7 versículos, com exceção dos quatro últimos versículos, que forma revelados em Madina.
107ª SURATA

[AL CÁUÇAR]"AL CÁUÇAR"
(A ABUNDÂNCIA)
Revelada em Makka; 3 versículos.
108ª SURATA

[AL CÁFIRÚN]"AL CÁFIRÚN"
(OS INCRÉDULOS)
Revelada em Makka; 6 versículos.
109ª SURATA

[AN NASR]"AN NASR"
(O SOCORRO)
Revelada em Madina; 3 versículos. Foi revelada em Mina, durante a peregrinação da despedida.
110ª SURATA

[AL MÁSSAD]"AL MÁSSAD"
(O ESPARTO)
Revelada em Makka; 5 versículos.
111ª SURATA

[AL `IKHLASS]"AL `IKHLASS"
(A UNICIDADE)
Revelada em Makka; 4 versículos.
112ª SURATA

[AL FALAC]"AL FALAC"
(A ALVORADA)
Revelada em Makka; 5 versículos.
113ª SURATA

[AN NÁSS]"AN NÁSS"
(OS HUMANOS)
Revelada em Makka; 6 versículos.
114ª SURATA