2 0 1 9
26 de Fevereiro - 23:48

Eu estava prestes a comentar isso. O slogan termina simbolizando bem a incompetência intelectual reinante do Governo Bolsonaro, ao ponto de se equivocar com algo que deveria ser óbvio.

Alessandre Argolo
26 de Fevereiro

Eu não sei até que ponto foi de propósito, mas o slogan de campanha do Bolsonaro coloca o Brasil acima de tudo. Se está acima de tudo, está acima até de Deus.

O lema é "Brasil acima de tudo. Deus acima de todos". Para um religioso, Deus é quem deveria estar acima de tudo e não o Brasil.

O lema religiosamente correto seria "Brasil acima de todos. Deus acima de tudo".

Essa é a principal razão de eu sempre errar o slogan quando o escrevo. Intuitivamemte, eu coloco "Deus acima de tudo", justamente pensando no traço religioso que o Bolsonaro tanto gosta de alardear.


26 de Fevereiro - 13:57

Reativando meu Sound Cloud, uma música que a mim remete a "MAD MAX EM MARTE". Parcialmente inspirada na música 'Brothers is Arms' de 'Mad Max - Fury Road', misturada com a música de abertura do jogo Ranger-X, de Mega Drive.

Também disponível no Youtube.

25 de Fevereiro - 16:28

Lembram das mulheres leiteiras conectadas a máquinas de lactação em Mad Max - Fury Road? Só nos EUA mesmo para começar a tornar essa visão em realidade, já atenvendo todas as bizarrices que fatalmente irão ocorrer.

Mercado de leite humano gera renda e alimenta preocupações nos EUA

Já ocorrem de mulheres negligenciarem a amamentação de seus próprios para venderem seu leite, e eu já imagino mulheres pobres se submetendo a hormônios para produzir leite em massa para atender a caprichos de elites abastadas, que já procuram subprodutos muito mais sofisticados do leite materno, com promessas mirabolantes.

25 de Fevereiro - 12:55

Pra quem quer realmente entender alguma coisa invés de apenas repetir bobagens.


24 de Fevereiro

No dia 6 de Janeiro acordei às 6:00 com uma música na cabeça, vinda de um sonho. Acontece com alguma regularidade. Antes de ir pro plantão tive que correr no teclado e gravar uma versão preliminar para não esquecê-la. Já foram vários casos de músicas, que por não poder registrar na hora, vieram-me em sonhos e depois as perdi.

Depois de alguns dias de trabalho, ei-la. Decidi dedicá-la a um de meus personagens literários, pois sua melodia ressoa a uma coisa heróica, combativa, revolucionária.

As imagens explicam o título.


23 de Fevereiro

Um contra ponto a meu último vídeo do ano passado, numa reflexão mais ampla sobre a condição humana perante a fartura e a escassez.


21 de Fevereiro

O PROBLEMA NÃO É O PLÁSTICO, É O DESCARTE!

Minha bebida favorita é a Soda Italiana, uma mistura de, idealmente, água com gás, gelo e um xarope de sabor e cor concentradas a ser diluído, resultando num tipo de refrigerante misturado na hora. Os sabores mais populares, dentre dezenas de outros, costumam ser Maçã Verde, Limão Siciliano ou Grenadine, eu, em especial, também tenho predileção pelo de Amarena, Cranberry ou Romã.

O consumo mais sofisticado e estiloso da mistura, apropriado aos paladares mais refinados, exigem que o xarope seja distribuído de modo não homogêneo, afim de ficar deliberadamente mais concentrado, de preferência quase intragável, ao fundo, e diluído, quase imperceptível, ao topo, e assim, o saboreante pode escolher a concentração desejada de acordo com a profundidade, enquanto o gelo prossegue derretendo e alterando a concentração, até que, no momento oportuno, caso queira, pode-se misturar tudo, ou esperar o xarope diluir mais dosando a concentração e temperatura desejadas.

Para isso, porém, é absolutamente imprescindível o uso de um canudo.

Então, estava eu em um estabelecimento que serve o produto em sua melhor versão, utilizando o excelente xarope da marca 1883, superior ao da Monin, quanto mais ao da Kaly, e ao solicitar o de sempre sou surpreendido com a informação de que o GDF (Governo do Distrito Federal) achou por bem proibir o uso de canudos de plástico em prol da preservação ambiental, ocasião na qual fiz o breve post do Dia 14 ironizando a situação.

Neste apenas apontei o fato óbvio de que os principais responsáveis por determinados problemas costumam colaborar menos para sua solução, quase sempre empurrando o ônus ao consumidor final. Os países que mais impactam o meio ambiente são justos os que querem impor regulações ambientais, as megacorporações que mais lucram ao passo que poluem o ar, a terra e as águas frequentemente promovem campanhas de conscientização quando já são capazes de atendê-las em detrimento de seus concorrentes, capitalizando e utilizando a consciência ecológica como mais uma estratégia de mercado, mesmo quando necessitam de insumos cuja produção nem sempre se pauta pela mesma "consciência".

A hipocrisia fica mais evidente ao lembrar que o objetivo da atividade empresarial privada é o lucro, e o da mentalidade capitalista, a acumulação infinita de Capital, assim, o estímulo máximo ao consumo sempre será sua preocupação final, e é exatamente a maximização do consumo que mais ameaça o ecossistema global. Se todos consumíssemos na medida dos sonhos das megacorporações, em pouco tempo o planeta poderia se tornar insuportável para toda e qualquer forma de vida, quem poderá intervir? Spectreman? *

Não, quem vai ter que arcar com a solução é o cidadão comum, que além de consumir, tem que fazê-o de forma consciente. Sem novidade. Todo e qualquer prejuízo do sistema produtivo sempre recaí para o consumo. Somos nós que salvamos o Mercado Financeiro, os Bancos, as Megacorporações ou os Estados quando estão ameaçados de falir.

Até aí, uma trivialidade. A questão é: por que raios utilizam meios tão absolutamente estúpidos que promovem prejuízo geral até mesmo para o interesse financeiro dos sistema econômico?

Porque decidiram eleger o plástico como o vilão?

Ocorre que o problema não está no plástico em si, mas justo na contradição de torná-lo descartável. Justo o material menos degradável de todos, quase quimicamente indestrutível e de alta resistência a impactos, foi eleitor para ser usado e jogado fora!

Lembro muito que nossos refrigerantes vinham todos em garrafas de vidro, e para comprá-los, tínhamos que levar os cascos vazios, ou pagar a diferença. Toda e qualquer família tinha em casa uma quantidade de cascos mesmo que ficassem a maior parte do tempo guardados. Só que aqueles vidros sempre foram perigosos, qualquer impacto e não só se perdia o líquido quanto se colocava em risco a segurança de todos. Nunca me esquecerei do dia em que transportando as garrafas para a geladeira numa festa, deixei cair duas garrafas de um litro de Coca-Cola. Perda total!

Foi alívio quando surgiram as garrafas de plástico, tal qual as tampinhas de rosca, também de plástico, que substituíram as de metal que sem o abridor apropriado eram quase impossíveis de abrir. Tais garrafas podiam ser bem maiores que as de vidro, temos até a 3,3 litros (um dia termos o "litraço de quatro"), e mesmo assim são bem mais leves e resistentes. Era uma alegria ver uma garrafa daquelas fechada e cheinha, cair no chão e... NADA! Escapar ilesa!

Só que invés de manter a cultura das garrafas retornáveis, e ninguém melhor que os próprios produtores para as reciclar direta e eficientemente invés de terem que ir catá-las nos lixões, decidiram torná-las descartáveis. Até existe a garrafa de plástico retornável, que é EM TUDO melhor que as garrafas PET comuns. Mas é uma dificuldade enorme encontrá-las.

A cultura de tratar o plástico como algo descartável virou uma verdadeira praga. Há pessoas que gastam vários, não raro dezenas, de copinhos de plástico quando poderiam muito bem usar um só, alguns até os destroem deliberadamente com medo do estabelecimento reutilizá-los. Até hoje garrafas de vidro são retornadas, mas as de plástico vão pro lixo supostamente reciclável que sabemos muito bem só permite a reciclagem de uma ínfima fração, a grande maioria vai pro lixão mesmo! Vidro e metal permanecem muito mais fáceis de reciclar que plástico.

Mas invés de tornaram garrafas de plástico retornáveis, colocarem uma legislação obrigando a entregar a garrafa PET no ato da compra, o que seria muitíssimo mais fácil que com os cascos de vidro, invés de obrigarem os estabelecimentos a servirem em copinhos de plástico reutilizável, vidro ou mesmo metal...

OS PANACAS VÃO IMPLICAR COM CANUDINHO!?!? Um ínfimo canudinho! CARA DE ALHO!!!

E o digo por que só utilizo canudos para consumir Soda Italiana, pois refrigerantes comuns sempre bebo direto na lata (nunca levei a sério a hoax da leptospirose), na garrafa, quer seja de vidro ou de plástico, ou no caso das garrafas grandes, no copo. Canudinho na lata é coisa de boyola!

Outro dia vi uma inciativa de criar uma vasta biblioteca, física, ecologicamente sustentável, para a qual estavam plantando as árvores hoje para produzir os livros amanhã.

RAIOS! MIL VEZES RAIOS! (Como diria o Dick Vigarista.)

FAÇAM OS LIVROS DE PLÁSTICO! Eles não consumirão árvores, e apesar do impacto ambiental da produção, poderão durar milhares de anos sem precisar da instalações custosas que demandam o uso constante de climatização, proteção contra luz, poeira, humidade e etc, que ao final também consomem recursos naturais.

Enfim, o problema não é o plástico em si, e sim a ideia ridícula de torná-lo descartável quando deveria ser, justo ele, o material escolhido para produtos de longa durabilidade. Plásticos de qualidade, claro. Na maioria das casas, de dez copos de requeijão guardados hoje, nove irão se quebrar em poucos anos, pondo em risco a integridade física das pessoas, especialmente das crianças, mas dez bons copos de plástico vão ser usados indefinidamente sem risco algum.

Enquanto isso, o estabelecimento onde gosto de consumir minha Soda Italiana diz que vai providenciar canudinhos de metal. E eu pessoalmente já vou vendo de providenciar canudos de vidro, porque há uma sutileza diferencial, pois vidro continua sendo o supra sumo do realce do sabor, para quem tem paladar refinado.

Mas canudos de metal podem ser facilmente convertidos em armas perfurantes, o que seria um problema em certos estabelecimentos, e os de vidro, obviamente, seriam ainda mais frágeis. Então que façam canudos de plástico rígido reutilizável!

O problema não é o plástico! É o hábito de descartá-lo!

20 de Fevereiro

Que o discurso, e a presença em geral, de Bolsonaro em Davos foi um fiasco é fato, mas sendo justo, esteve à altura do próprio FEM (Fórum Econômico Mundial), que também foi um fiasco ao qual nem Putin, nem Xi Jinping, nem Theresa May e nem Trump honraram com sua presença. Até o Macron e o Macri esnobaram! Bolsonaro perdeu a chance de seguir o chefe estadunidense dele em algo útil e nem ter comparecido naquele antro de patifaria globalista! Mas parece que seu compromisso com a totalidade da agenda liberal do FEM(inismo incluso), é severa demais para isso.

E não fiz esse trocadilho por acaso, a mais monumental atrocidade estatística jamais cometida pela espécie humana pode ser vista no texto Invertendo a Igualdade, promovido pelo próprio Fórum Econômico Mundial, onde temos o exemplo acachapante de como é possível pegar dados estatísticos para armar uma frade que afirma o absoluto contrário do que os dados mostram, tudo financiado pela nata do Capitalismo Global.

14 de Fevereiro

Enquanto a ganância corporativa arrasa florestas, rios e dizima espécies para satisfazer a insana espiral de acumulação infinita do Capital, nosso governo "defende" o meio ambiente proibindo o uso de canudinhos de plástico.

12 de Fevereiro

Eu esperava muita coisa ruim do Governo Bolsonaro, mas deflagrar uma guerra contra a Igreja Católica me surpreendeu! Nem sequer estão tendo a "sutileza" olavística de focar nas alas progressistas da Teologia da Libertação! Soa como um ataque geral que não poupa nem o papa!

Fica clara a submissão do Governo ao neopentecostalismo sionista de vendilhões como Edir Macedo e Silas Malafaia.

10 de Fevereiro - 20:21

Nunca aceitei a morte de Tancredo Neves por infecção generalizada após complicações cirúrgicas num dos melhores hospitais do país.

10 de Fevereiro - 13:23

É inacreditável a brevidade mnemônica, ou desinformação, de quem tem apontado Mourão como tendo uma visão diferente de Bolsonaro ao delegar a decisão sobre um aborto exclusivamente para a mulher, como se Jair não tivesse dito a mesmíssima coisa em plena campanha eleitoral.

Em tal ocasião, posicionou-se de uma forma tipicamente escapista, tal qual Mourão, bastante utilizada por feministas que posam de moderadas, simulando um afastamento do assunto pela supremacia da decisão individual da gestante como se isto não fosse completamente impossível sem a liberação. De que adianta que a mulher possa decidir, se a decisão é por lei proibida? Somente descriminalizando o aborto incondicionalmente faz sentido se falar em "decisão da mulher"!

Assim, afirmar logo em seguida que pretende vetar qualquer projeto de lei no congresso com tal pretensão, é apenas entrar em contradição, fingindo defender uma bandeira cara aos conservadores mas se aliando à agenda liberal, e por fim jogando a toalha ao se conformar caso o congresso derrube seu veto.

De qualquer modo, nem Jair nem Hamilton precisam se preocupar com isso, pois o aborto não será liberado no Brasil pelo congresso ou pelo Executivo, mas, como é de praxe, pelo STF por meio de uma mutreta judiciária.

5 de Fevereiro

Pela primeira vez recompartilho um compartilhamento meu, graças ao excelente texto que o amigo Rafael Scovino escreveu, mas que na tentativa anterior não tinha saído porque ele o tinha feito num grupo fechado.

Segue o texto:

"A maioria dos "cidadãos de bem", mesmo dos "indignados" se encontram nesta situação, repetindo o discurso dominante como se fosse crítica.

O moralismo barato e o hedonismo libertino se alimentam nas mesmas fontes da grande mídia comercial, apenas diferem em programa e emissora.

Quantos não bradam os discursos contra a corrupção (só na política, não a dos bancos e empresas associadas a globalização) formulados nesta mídia comercial ?

E o famoso esquerdista que dá ibope para "a lacração e o empoderamento" na mesma Rede Globo que tanto criticam ?

Quantos simplesmente não repetem o discurso tosco de Datena, Balanço Geral e outros que dizem "combater a bandidagem" defendendo o grande capital que a patrocina ?

Tanto o "politicamente correto", quanto "a revolta do homem de bem" são discursos midiáticos para que tudo permaneça exatamente como está, que se mantenham as estruturas podres, corruptas e injustas que "o mundo aplaude como modelo a seguir".

A grande mídia comercial só destila mentira, ódio e alienação contra a humanidade.

No Brasil ainda quase toda a mídia como Globo, SBT, Band, Folha, Estadão, Editora Abril, etc, pertencem a um mesmo grupo dirigido dos EUA - a Sociedade Interamericana de Imprensa e o Instituto Millenium.

Por isso repetem os mesmos discursos e a mesma visão de mundo."

Rafael Scovino


4 de Fevereiro

Finalmente descobri alguma consistência no discurso bolsonárico, entre a pretensão de fomentar o armamento civil residencial, e a privatização da previdência, pois assim fica mais fácil para o aposentado cometer suicídio quando se der conta de que sua aposentadoria não lhe permite viver com dignidade.

3 de Fevereiro

Não há explicação racional alguma para que o vídeo Glenn Greenwald on The Dramatic Scandal Swallowing the Bolsonaro Presidency tenha recebido uma quantidade tão monumental de dislikes, se estes fossem honestos. O vídeo, no canal The Intercept Brasil, onde tem legenda em português, com mais de 300 mil visualizações está quase empatado em 25 mil Likes e 30 mil Dislikes, o que já é suspeitíssimo considerando se tratar basicamente de uma compilação de tudo o que foi noticiado pela mídia direcionado para o público estrangeiro.

Mas muitíssimo mais inexplicável, no canal The Intercept, totalmente em inglês, onde o mesmo vídeo já tem quase 510 mil visualizações, está com inacreditáveis 7,5 mil likes é 178 MIL DISLIKES! Sim CENTO E SETENTA E OITO MIL DISLIKES, mais de 96% de reprovação para um vídeo puramente descritivo!

É certo que Gleen Greenwald é ideologicamente alinhado a esquerda, e tem sim posicionamento político claro, mas o vídeo em si é perfeitamente técnico, sem emissão de opinião, e nada diz que vá além dos fatos apontados pela grande mídia. Se há mentira, manipulação ou qualquer outro vício, estarão nos grandes órgãos de imprensa nacionais, ou nas próprias investigações, e não no The Intercept.

Então como raios é possível tamanha quantidade de dislikes num vídeo direcionado ao público falante de inglês, sem legendas em português, estrangeiro, onde jamais se poderia verificar a mesma afetação política que se encontra no Brasil?

Ou são programas automáticos atacando em massa para negativar o vídeo, ou a corja bolsominion está fazendo isso pessoalmente, de forma tão irracional e automática quanto um código digital, mas com um típico grau de calhordice inacessível a programas.

A julgar pelos comentários, a maioria deles em português, a segunda opção é quase certa, mostrando que indignação seletiva dos eleitores de Bolsonaro sempre chafurdou na hipocrisia. De certo que há que se desconfiar do estouro de tal escândalo agora, mas as suspeitas deveriam cair muito antes no COAF, agora sob o comando de Sérgio Moro, na Polícia Federal, na Justiça etc, bem como na grande mídia brasileira, do que numa reportagem que apenas repercute os fato de forma didática para o público estrangeiro.

O mínimo que se esperaria de uma postura decente de quem fez tal escolha eleitoral é uma suspensão temporária de julgamento, mas optando-se pela defesa imediata de seu ídolo, que ao menos contra ataque os alvos certos. Se bem que seria pedir demais para o nível mental de quem age dessa forma.

Não somente a detestável estupidez de punir o mensageiro pela mensagem, mas ainda por cima a perversidade de ser insensível a qualquer fato e partir em defesa de um mito que, diferente de seu arquirival ideológico, sequer tem uma ficha de serviços prestados para mostrar.

2 de Fevereiro

Enquanto reinar a ilusão de que a questão é "Direita X Esquerda", NÃO HÁ ESPERANÇA!

1 de Fevereiro

Enquanto em Davos, a mente de Bolsonaro viajava no tempo e no espaço de vota ao Brasil de 2018 fazendo um discurso de campanha, Mourão estava focado no aqui e agora dando seus primeiros passos em seu projeto pessoal de poder.

Permitir que cargos comissionados, NÃO ELEITOS, possam decretar Top Secret em documentos oficiais do governo é algo que não pode ser compreendido em nenhum contexto de normalidade democrática (não que estejamos em uma), mas isso é até pouco relevante diante de tantas perspectivas trágicas se colocando em nosso horizonte.

O fato é que Mourão já se consolidou como uma opção "sensata" a Bolsonaro. Jair, cujo maior defeito, talvez único, seja sua estupenda burrice, é apenas um rufião com o objetivo de distrair as atenções. Ele não é verdadeiramente capaz de causar um mal extremo, sendo incompetente demais para tal. Males intencionais de intensa profundidade e extensão, que afligem deiberada e diretamente milhões de pessoas em grau elevadíssimo, só podem ser perpetrados pela aliança entre a perfídia e a inteligência, embora esta última nem precise ser de grau muito alto, basta se sobrepor a ignorância brutal da grande maioria, o que nem é lá uma façanha, e causar alguma confusão nos mais espertos. Os poucos mais inteligentes, como sempre, serão sempre silenciados pelos trovejantes arroubos midiáticos sob controle de outras inteligências também pérfidas.

Embora eu deteste usar a carta Super Trunfo de apelar para a figura de Hitler, fato é que ele ilustra perfeitamente o seguinte ponto. Alguém acha que ele, ou qualquer outro grande líder capaz de levar seus países a guerras catastróficas, poderiam fazê-lo se tivessem uma "inteligência de bolsômito"?

Hitler era carísmatico, cativante, soava maravilhosamente sensato, as mulheres o achavam um charme, seus discursos, mesmo ouvidos hoje por desavisados, são com frequência empolgantes e arrebatadores. A maior parte dos demais líderes na Segunda Guerra Mundial, inclusive do lado aliado, tinham qualidades similares.

Alguém realmente crê que um discurso de Bolsonaro convenceria o país a entrar numa guerra? Convence um bando de bucéfalos que nos fariam um favor se fossem se auto destruir numa trincheira de batalha, em muitos casos ainda sendo agraciados com o Prêmio Darwin por retirarem seus genes de nosso pool populacional. Mas, por sorte, ainda são minoria.

Mas Mourão é outro nível. Ele tem se destacado como uma voz moderada, razoável, até conciliadora e benevolente. Já tem gente de esquerda querendo que ele assuma o governo. Prefiro estar enganado, mas se alguém for realmente causar um estrago neste país afora o já causado por Temer, será ele!

Por sinal, raciocínio análogo se aplica à Dilma. Embora como pessoa e administradora num sentido técnico, ela tenha uma inteligência além da capacidade imaginativa de um Bolsonaro, no quesito político foi um desastre bastante correlato. Até tentou emplacar algumas medidas mais deletérias em favor de corjas bilionárias, na vã esperança de prolongar seu mandato, mas jamais teve a capacidade, e no caso leia-se, a canalhice, necessária para tal. Coisa que Temer, por outro lado, teve de sobra.

Temo que a dinâmica se repita agora. Mourão mente quando diz que foi convidado de surpresa para ser vice de Bolsonaro, que apenas pensava em se aposentar. Ele está tramando isso há algum tempo, é de caso pensado. Tenho dito: Bolsonaro é sim um problema, mas o perigo maior é Mourão. Pois Paulo Guedes, por mais maldito que seja, ainda pode ser demitido sem qualquer dificuldade formal. Mourão não! É mais difícil "impeachmar" um vice que um titular. Óbvio!

Olhando por um lado mais otimista, são exatamente as virtudes de Mourão que o permitiriam até fazer algo de verdadeiramente útil para o país. Capacidade técnica ele certamente tem. Se revogasse a EC da Morte e tocasse um projeto desenvolvimentista, aí eu me renderia a ele. Seria um belo de um golpe contra o liberalismo.

Mas quem viu as palestras dele sobre ameaça bolivariana, Foro de São Paulo e quaisquer pretensões socialistas (ele é inteligente demais para acreditar em ameaça comunista), não tem como crer que tenha outra pretensão a não ser afundar ainda mais o país na submissão canina ao Conclave de Washignton.

Bolsonaro pode a qualquer momento cair num escândalo de corrupção, por motivos de saúde, ou mesmo por desistência espontânea. Acha que um acomodado que ficou praticamente 30 anos como Deputado Federal sem sequer tentar disputar um cargo de Senador ou Governador, vai dar conta do tranco que é o cargo de Presidência da República?

Mas Mourão está aí. A postos, vigilante, conspirante e pronto para assumir o comando do país com uma agenda que pode ser ainda mais pérfida e destrutiva.

Gostaria, sinceramente, de estar enganado. Adoraria que tudo melhorasse e eu largasse qualquer preocupação para me dedicar a coisas mais divertidas e edificantes.

Mas não tenho como não estar convicto de que Mourão é um perigo!



JANEIRO DE 2019

DEZEMBRO DE 2018
NOVEMBRO DE 2018
OUTUBRO DE 2018
SETEMBRO DE 2018
AGOSTO DE 2018
JULHO DE 2018
JUNHO DE 2018
MAIO DE 2018
ABRIL DE 2018
MARÇO DE 2018
FEVEREIRO DE 2018
JANEIRO DE 2018

DEZEMBRO DE 2017
NOVEMBRO DE 2017
OUTUBRO DE 2017
SETEMBRO DE 2017
AGOSTO DE 2017
JULHO DE 2017
JUNHO DE 2017
MAIO DE 2017
ABRIL DE 2017
MARÇO DE 2017
FEVEREIRO DE 2017
JANEIRO DE 2017

DEZEMBRO DE 2016
NOVEMBRO DE 2016
OUTUBRO DE 2016
SETEMBRO DE 2016
AGOSTO DE 2016
JULHO DE 2016
JUNHO DE 2016
MAIO DE 2016
ABRIL DE 2016
MARÇO DE 2016
FEVEREIRO DE 2016
JANEIRO DE 2016

DEZEMBRO DE 2015
NOVEMBRO DE 2015
OUTUBRO DE 2015
SETEMBRO DE 2015
AGOSTO DE 2015
JULHO DE 2015
JUNHO DE 2015
MAIO DE 2015
ABRIL DE 2015
MARÇO DE 2015
FEVEREIRO DE 2015
JANEIRO DE 2015

DEZEMBRO DE 2014
NOVEMBRO DE 2014
OUTUBRO DE 2014
SETEMBRO DE 2014
AGOSTO DE 2014
JULHO DE 2014
JUNHO DE 2014
MAIO DE 2014
ABRIL DE 2014
MARÇO DE 2014
FEVEREIRO DE 2014
JANEIRO DE 2014

DEZEMBRO DE 2013
NOVEMBRO DE 2013
OUTUBRO DE 2013
SETEMBRO DE 2013
AGOSTO DE 2013
JULHO DE 2013
MARÇO À JUNHO DE 2013
FEVEREIRO DE 2013
JANEIRO DE 2013

DEZEMBRO DE 2012
NOVEMBRO DE 2012
OUTUBRO DE 2012
SETEMBRO DE 2012
AGOSTO DE 2012
JULHO DE 2012
JUNHO DE 2012
MAIO DE 2012
ABRIL DE 2012
MARÇO DE 2012
FEVEREIRO DE 2012
JANEIRO DE 2012

NOVEMBRO-DEZEMBRO DE 2011
SETEMBRO & OUTUBRO DE 2011
JULHO & AGOSTO DE 2011
ABRIL-JUNHO DE 2011
MARÇO DE 2011
FEVEREIRO DE 2011
JANEIRO DE 2011

DEZEMBRO DE 2010
NOVEMBRO DE 2010
OUTUBRO DE 2010
SETEMBRO DE 2010
AGOSTO DE 2010
JULHO DE 2010
JUNHO DE 2010
MAIO DE 2010
ABRIL DE 2010
JANEIRO A MARÇO DE 2010

2009 DEZEMBRO
2009 NOVEMBRO
2009 OUTUBRO
2009 SETEMBRO
2009 AGOSTO
2009 JUNHO
2009 MAIO
2009 MARÇO & ABRIL
2009 FEVEREIRO
2009 JANEIRO

NOVEMBRO & DEZEMBRO 2008
OUTUBRO 2008
SETEMBRO 2008
AGOSTO 2008
JULHO 2008
JUNHO 2008
MAIO 2008
ABRIL 2008
MARÇO 2008
JANEIRO & FEVEREIRO 2008

2007 DEZEMBRO
2007 NOVEMBRO
2007 OUTUBRO
2007 JULHO & AGOSTO
2007 MAIO & JUNHO
2007 MARÇO & ABRIL
2007 JANEIRO & FEVEREIRO

OUTUBRO a DEZEMBRO 2006
SETEMBRO 2006
AGOSTO 2006
JULHO 2006
MAIO & JUNHO 2006
ABRIL 2006
MARÇO 2006
JANEIRO & FEVEREIRO 2006

2005 NOVEMBRO & DEZEMBRO
2005 SETEMBRO & OUTUBRO
2005 JUNHO a AGOSTO
2005 MAIO 2005
2005 MARÇO & ABRIL
2005 FEVEREIRO
2005 JANEIRO

DEZEMBRO 2004
NOVEMBRO 2004
OUTUBRO 2004
SETEMBRO 2004
AGOSTO 2004